Extração do DNA do morango Por: Gustavo Pulze Paiva

Atualmente, qualquer pessoa já ouviu falar de DNA.  Como você imagina que seja o DNA? Os alimentos que comemos são partes de seres vivos e, portanto, têm células com DNA. Então quando comemos um simples morango, estamos ingerindo além de água, sais minerais e vitaminas também proteínas, carboidratos e DNA. É possível extrair o DNA dos seres vivos. Usaremos uma técnica simples para extrair o DNA do morango.

Materiais Necessários

  • saco plástico tipo "zip loc"
  • 3 morangos frescos
  • 1 peneira
  • álcool etílico (92,8 INPM)
  • 3 tubos de ensaio
  • 1 lâmina
  • 1 pincel
  • 1 béquer de 500mL
  • 1 béquer de 250mL
  • suporte para tubos de ensaios
  • 1 béquer com 150mL de solução de extração de
  • 1 colher de chá
  • 1 colher de sopa
  • detergente
  • sal
  • 1 funil
  • água

Fase 1 - Macerando os morangos

Tirar a folha verde de 3 morangos. Colocar dentro de um saquinho plástico para maceração e pressionar entre os dedos até obter uma pasta quase homogênea.

Fase 2 - Preparo da solução para extração de DNA

Em um  béquer, preparar a solução de extração de DNA, misturando 150 mL de água, uma colher de sopa de detergente e uma colher de chá de sal de cozinha.  Mexer bem, porém cuidadosamente para não fazer espuma. Se houver disponibilidade, para facilitar o processo, podemos aquecer a água por 15 segundos em microondas, potência média, antes de usar.

Fase 3 -

Colocar cerca de 50 mL da solução de extração do DNA sobre a massa do morango, vedar o saco plástico e misturar levemente por cerca de 15 minutos (observe se o plástico está bem vedado).

Fase 4 - Incubando

Incubar a temperatura ambiente por 30 minutos. Mexer de vez em quando.

Fase 5 -

Colocar uma peneira sobre um béquer limpo e passar a mistura para retirar os pedaços de morango. Dividir o líquido resultante em dois ou três tubos de ensaio com o auxílio do funil. Colocar apenas cerca de 3 dedos no fundo do tubo.  

Fase 6 - Finalização e vídeo.

Despejar delicadamente sobre a solução nos tubos uma quantidade de álcool comum maior que o volume do morango. Não misturar o álcool com a solução.

Aguardar cerca de 3 minutos para o DNA começar a precipitar, ocorrendo a separação de pectina (fase superior) e do DNA (fase intermediária). O DNA está um pouquinho acima do extrato de morango. O material que sobre logo após a adição do álcool é a pectina.

Usar um pincel para separar as moléculas de DNA. Coloque o DNA sobre a lâmina para melhor visualização. (VEJA O VÍDEO)

Comentários - 6 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.

Maria Helena Lopes Da Silva Silva em 25/10/2011 13:41:17

Meus alunos realizaram esse experimento e adoraram!!!Obrigada pela oportunidade!!!

Gustavo Pulze Paiva em 24/11/2010 15:08:10

oi Bianca...

a lâmina é essas de laboratório...

caso não tenha uma, pode usar uma superfície plana que vai desde um pedaço de vidro ou um espelho, até um pedaço duro de plástico...

Binaca Alves em 24/11/2010 10:09:19

oi pessoal alguem pode tirar uma duvida minha vou fazer esse experimento.

mais estou com dificuldade sobre a lâmina,que tipo posso usa e aonde posso achar me ajudem...

Lourdes Aparecida Nobre Curiel em 10/04/2010 17:22:52

Esse experimento é muito interessante,eu já fiz com os alunos e eles gostaram muito.

Parabéns.

Tomaz Malfoy Corleone em 03/11/2009 22:18:33

Parabéns todos os trabalhos e experimentos ficaram muito bom esta de Parabens =)

Raquelfaria em 22/09/2009 11:51:14

Ficou muito bom o experimento! O melhor de tudo foi ver os alunos colocando a mão na massa! Eles devem ter gostado de ver o DNA a olho nú!

Leandro Fantini em 22/09/2009 08:59:23

Parabéns professor Gustavo e a todos os alunos que contribuíram com competência para a execução deste experimento. Muito bom.