Transmissão de características de Daltonismo Por: Luana paris

O experimento tem por objetivo relembrar os conceitos de “Herança ligada ao X”, principalmente o caso específico do Daltonismo. Para isso, são utilizados os conceitos de cromossomos, cromossomos sexuais, genes alelos, daltonismo, herança mendeliana e herança ligada ao sexo, além de mitose e meiose. Essa atividade deve ser realizada com Ensino Médio, com alunos do 1º ou 3º ano, logo após o aprendizado sobre divisão celular ou herança mendeliana, respectivamente. 

Materiais Necessários

  • Copos descartáveis de café 10
  • Feijões brancos 20
  • Feijões pretos 10

Fase 1 - PRÉ-TESTE

Questionar os alunos sobre o que é o daltonismo, como é transmitido e suas implicações genéticas. Para verificar os conhecimentos prévios e lembranças dos alunos sobre herança e herança ligada ao sexo, escrever uma pergunta no quarto e debater com os alunos. Exemplo de pergunta: "se uma mulher daltônica e um homem normal tiverem filhos, quais são as opções de daltonismo, considerando o nascimento tanto de meninos quanto de meninas?".

Fase 2 - A PRÁTICA

- Dividir a turma em 5 grupos de 5 alunos. Cada grupo irá receber um kit com 2 copos identificados (como “pai” e como “mãe”), feijões pretos e brancos;

- Cada grupo possuirá um casal parental genotipicamente diferente, representado pelos feijões nos copos. O copo do pai terá um feijão branco, marcado ou não, e um feijão preto, e o copo da mãe terá dois feijões brancos, marcados ou não;

- Os feijões brancos que estiverem marcados com um ponto preto indicam a presença do alelo para o daltonismo;

- Agora um aluno de cada grupo deverá pegar um feijão de cada copo, para assim descobrir qual será a contribuição genética, através de gametas, do pai e da mãe para um provável filho;

- Utilizando a tabela de dados em anexo, os grupos deverão anotar a cor dos feijões, o sexo do indivíduo gerado, quantos alelos ligados ao X o indivíduo possui e identificar se o mesmo possui daltonismo;

- Recolocar os feijões nos respectivos copos;

- Repetir o processo mais 9 vezes, completando uma tabela com todos os resultados.

Tabela:

FILHOSCOR DOS FEIJÕESGENÓTIPOSEXO DO INDIVÍDUOPRESENÇA OU AUSÊNCIA DE DALTONISMO
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Fase 3 - PÓS-TESTE

Analisar os resultados obtidos na prática através de um pequeno questionário respondido e discutido em conjunto:

  1. Segundo os resultados obtidos na tabela, o daltonismo é mais frequente em mulheres ou em homens? Qual seria a melhor explicação para tal fenômeno?
  2. Considerando o que foi visto na prática, a “mãe” e/ou o “pai” eram daltônicos?
  3. A mãe é homozigota ou heterozigota para o Daltonismo?
  4. É possível que um indivíduo possua o gene do daltonismo e não seja daltônico? Explique.

Comentários - 0 Comentários

Você precisa estar logado para comentar.